sábado, 24 de agosto de 2013

Brincar com musica, saber o que é música, dê valor

Conversnado com o companheiro de grupo CIA Charplinianos, o Renato Zanettin, após ele me dizer que estaria com dores de cabeça, eu não tive dúvidas, disse para que ele tomasse umas gotinhas de dipirona(pra enganar) mas quem iria curar mesmo era  a música.

A Música é bom ouvir, mas um enorme prazer saber tocar e ai vem uns vídeos feras e outros instrutivos, começando com o instrutivo.

O Banco itaú colocou as crianças  e uma orquestra com musica classica , fazendo a pergunta: O que é música Classica?

 Vejam que els inicialmente não gostam, porque não tem guitarra,não tem nada....

depois vemos um vídeo Fera que um desses dias Julio Versolato me mandou de um rapaz de 15 anos... se vc toca violão vai pirar...

                                                  Eu pensava que tocava violão, ehehe

Depois um pouco do filme que recomendo, aluguem, comprem e dê de presente, é um ótimo presente!

Não vou contar a estória, mas neste vídeo do fime O Som do Coração, este youtube , uma das coisas é "NUNCA DESISTA DA SUA MÚSICA E NADA DE MAL VAI LHE ACONTECER"

Em outro trecho, o final, o garoto diz "A Música está ao nosso arredor , basta apenas a gente ouvir"

                           Comprem ou aluguem o vídeo, é um dos poucos que eu recomendo


sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Show imperdível

Vamos lá pessoal!!!

aniversário de SBC, 460 anos


São Bernardo em seus 460 anos (velhinha ) faz mais um desfile cívico. Luiz Marinho chega ao desfile atrasado e já dizendo, talvez brincando, que estava com fome. Mas como tudo é festa restou-me observar não os que estavam no Palanque, mas o como veio este ano esta comemoração.
Pode se apresentar Roberto Carlos, Elvis Presley, mas conseguimos identificar se teve um acréscimo ou não na maneira de lidar com o fomento a cultura a partir do interesse do cidadão pelo dia, pelo que espera do desfile e pela qualidade do desfile.
Neste caso, vários pontos são observados como a de preservação do patrimônio, um dos casos foi o ônibus da empresa ABC, restaurada e dirigida por um dos condutores mais antigos. Outra maneira foi ver todo o contingente do Exercito , Militar e os Guarda Civil Municipal(que deixo claro, são policiais amigos do povo e do cidadão, protegem nosso patrimônio, são aqueles que o ideal é ser um amigo tipo que atravessa uma senhora idosa ou uma criança... esse é o papel do GCM) a Garra, Militar, Exercito, Científica dentre outras são mais opressoras.
Entre os carros, uma SAMU (não poderiam colocar todas e nem a mais, os hospitais precisam delas a todo momento) A SAMU em 2009 começou a competir com os bombeiros, lembro-me que no final de 2009, após eu ter sido acidentado em uma encruzilhada, os condutores do SAMU se orgulharam em dizer, chagamos antes que vcs, ao corpo de bombeiros.
No perfil de tradição, todas ou quase todas foram adicionadas, adicionando mais cultura nos desfiles, crianças se vestem de palhaços, de gira sois , tambores feitos com latas e em outra com garrafões de água de 20 litros, não faltou criatividade.
Mas elogios não posso dar a todos os pontos, não vi outros locais e acredito que teve mesmo êxito. Quando disseram, São Bernardo do Campo Valoriza as Bandas da Cidade, eu creio que nos finais seria valorizado todas as esferas.
Como eu disse, fico observando o que falam, o que querem, o que esperam. Uma senhora, por volta de 65 anos, elogiou o CRI (Centro de Referencia ao Idoso) além de outras coisas, ela gosta de dançar e os grupos que lá vão tocar praticamente ensaiam  e dançar seria impossível dizia ela, um senhor do lado disse que na casa de shows dele tem forró em uma semana e musica sertaneja em outra, mas a senhora disse que a dança dela teria que ter mais que isso, forró é bom, sertanejo é ótimo, mas o que aconteceu com os grupos tipos de baile?
Mais pra frente, vejo jovens que não querem nem ouvir bandinhas, talvez porque não saibam apreciar.
Crianças pequenas ouvem, imaginam-se tocando e ficam estupefatos ao ver coisas que só se via na televisão: duas pirâmide de crianças... de fato, foi a minha primeira vez, talvez por sempre estar para tocar e esperando a banda entrar.
Enfim, tivemos surpresas, inclusive no não comparecimento da Corporação Filarmônica Carlos Gomes, que sempre compareceu, mas não a notei o ano passado e nem este ano.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Aniversário de São Bernardo do Campo... hoje tem!

Av. Kennedy, 1.155 – atrás do Poliesportivo será palco de diversos estilos musicais em comemoração aos 460 anos da cidade. A programação gratuita terá metal, rap, reggae e samba. No dia 20, o encerramento será com o grupo Turma do Pagode.

Mais uma vez o aniversário da cidade está valorizando os artistas da cidade. O objetivo da Secretaria de Cultura é evidenciar as produções locais nas diversas linguagens artísticas e segmentos culturais. Todos os grupos se apresentarão ao vivo. Confira a programação completa:

Palco samba

O palco estará repleto de atrações com shows de choro, samba e pagode, entre eles Clube do Choro de SBC, Regional Descendo a Serra, Maverick Soul, Sem Exceção, Sem Cerimônia, Lance Diferente, Comunidade do Samba de SBC, Super Liga das Escolas de Samba de SBC, Sorriso Negro, Di Momento e Art Bella. O destaque ficará para Turma do Pagode. Todos os grupos se apresentarão ao vivo. A programação é formada por artistas e grupos são-bernardenses. Av. Kennedy, 1.155 – atrás do Poliesportivo. Dia 20, a partir das 11h

 Toca Viola

Projeto da Secretaria de Cultura que busca aproximar o público de São Bernardo do multifacetado universo da cultura popular. O Toca Viola traz o melhor da música caipira de raiz da região. Coordenação: Leandro de Abreu.

 Gabriel Sater e Leandro de Abreu

Neste mês, show com Gabriel Sater, nascido em São Paulo, criado em Mato Grosso do Sul e Pantanal. O cantor, que traz a paixão pela viola no sangue, é filho do lendário Almir Sater e completa dez anos de carreira. Mantém firme a postura de seu trabalho musical, que tem como fundamentos básicos a sensibilidade cultural, a valorização e a integração da música regional e fronteiriça do Mato Grosso do Sul, com a sua contemporaneidade e, principalmente, o posicionamento e divulgação da produção musical sul-matogrossense no cenário atual da música brasileira. Abertura com o violeiro e regente da Orquestra de Viola Caipira de São Bernardo do Campo, Leandro de Abreu. Grátis. Parque Salvador Arena. Dia 24, 17h

 Artistas locais

Artistas locais que se destacam no cenário musical paulista e nacional irão mostrar seu trabalho para a cidade, diversos estilos estarão representados, entre eles blues, jazz, MPB e música instrumental. Com Karina Fiorentino, Walter Sky, Dr. Blues, Ernesto Guevara, Blue Ligth Blues Band, Flávio Bala, Stéfano Moliner, Rodrigo Digão Braz e Banda Saturn, entre outros. Grátis. Parque Salvador Arena. Dia 25, 12h   


confira outras atrações clique aqui

O vai fechar e o que vai abrir em São Bernardo do Campo no dia de aniversário de 2013

Confira o que abre e fecha no feriado do Aniversário de SBC

Soraya Paladini
da redação
Em razão do feriado do Aniversário de São Bernardo do Campo, celebrado na terça-feira (20), alguns serviços da Prefeitura de São Bernardo do Campo funcionarão em horário diferenciado.

Serviços como feiras-livres, varrição, coleta de lixo, coleta seletiva e bota-fora terão atividades normais. O serviço funerário funcionará em sistema de plantão, sendo que todos os cemitérios da cidade abrem normalmente das 8h às 17h.

A Rede Fácil do Paço Municipal e a Sala do Empreendedor funcionam no sábado, das 7h às 13h, e retornam o atendimento ao público na quarta-feira, às 7h. Já os postos do Assunção e do Riacho Grande fecham durante todo o feriado e retornam às 8h de quarta.

O Parque da Juventude funciona normalmente no sábado e domingo, das 6h às 21h45 (equipamentos a partir das 9h). Na segunda e terça-feira (19 e 20), o parque estará aberto para caminhadas e corridas, já os equipamentos de esportes radicais estarão fechados.

As UPAs e o Pronto Socorro Central vão funcionar todos os dias durante 24h. As UBSs não funcionam entre sábado e terça e retornam o atendimento normal na quarta-feira, às 8h.

As farmácias populares fecharão no feriado, dia 20, e também no domingo. No sábado, as farmácias estarão abertas das 8 às 12 horas. Na segunda-feira, das 8 às 18 horas.

O Mercado Municipal do Rudge Ramos abre das 8h às 19h no sábado e na segunda; fecha no domingo e no feriado de terça-feira (20).

A Cidade da Criança vai abrir no sábado, domingo, segunda e terça-feira, das 9h às 18h. Caso chova, o fechamento do parque pode ser antecipado. O Parque Estoril também funciona nos quatro dias, mas das 9h às 17h.

A Central de Trabalho e Renda não abre durante todo o feriado e retorna normalmente na quarta-feira (21), a partir das 8h.

Confira abaixo.





SERVIÇOS DA PREFEITURA DE SÃO BERNARDO NO FERIADO DO ANIVERSÁRIO DA CIDADE



Serviço funerário e cemitérios: funcionamento normal

Coleta de lixo: funcionamento normal

Bota-Fora: funcionamento normal

Varrição: funcionamento normal

Feiras livres: funcionamento normal

Parques Municipais: funcionamento normal (Salvador Arena, das 6 às 21h; Chácara Silvestre, das 6 às 18h; Raphael Lazzuri, das 6h às 22h)

Parque da Juventude: funcionamento normal de sexta-feira (16) a domingo (18), das 6h às 21h45 - equipamentos a partir das 9h. Na segunda e terça-feira (19 e 20), o parque estará aberto para caminhadas e corridas, os equipamentos de esportes radicais estarão fechados.

Parque Municipal Estoril e Cidade da Criança funcionamento normal das 9h às 17h.

Farmácias Populares: Final de semana e segunda-feira expediente normal. Terça-feira

(20) não haverá expediente.

Parque Municipal Estoril: funciona durante todo o feriado, das 9h às 17h

Cidade da Criança: funcionamento todos os dias, das 9h às 18h

Central de Trabalho e Renda: fechado durante todo o feriado

Mercado Municipal: Unidade do Rudge Ramos abre no sábado e na segunda, das 8h às 19h, e fecha no domingo (18) e terça-feira (20).

Rede Fácil e Sala do Empreendedor: Fechados na segunda-feira (19) e feriado.

Pronto socorro Central e UPAs: 24h

UBSs: Fechadas entre sábado e terça-feira.


sábado, 17 de agosto de 2013

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Mais Cultura, como meio de Inclusão Social

E você quer o que em sua escola?

Diretores, eu pessoalmente estarei dialogando com 8 escolas EE escolhidas em SBC

Eu dedico este blog e em especial este tópico a minha mãe, que nasceu em uma casa com culturas diferentes, viveu num mundo rico de música, pois meu avô era o músico na cidade, consertava os acordeons, tocava clarinete, sax, violão e sabe mais o que?
Minha mãe, adorava música, entre seus instrumentos eu destaco 1, a castanhola. Mas ela gostava mesmo é de sua flexibidade e encontrou nas fitas, argolas  e dançar eram suas maneiras de cultuar e com muita alegria.
Como disseram no vídeo, o artista é um excelente educador e foi no que ela se tornou. Além de educar fielmente seus filhos, no familiar, uma das matérias que ela procurou e achou foi a musica. Deu a todos, mas apenas o dono deste blog foi em frente. Ela estudou, virou depois de poucos anos como professora, uma Diretora Exemplar e, no final de sua vida, descansou uma pouco como professora(ser Diretora de uma escola Padrão, aliás a primeira de SBC, não é fácil.)
Hoje quero passar o que sei para outros, o modo recitar, declamar ou tocar dentre muitas outras linguajens artisticas mudou, se uniu para defender o que mais ama, meu caso é com a música, mas isso não quer dizer que não valorizo outras linguajens, é totalmente pelo contrario, aprendi a gostar muito mais... é o que vêem nestes artigos compondo este blog.
A minha mãe, nesta data, meu muito obrigado por ter me acompanhado, ser esta mulher alegre até em momentos tristes, fazer o possivel e impossível e tenho certeza, minha mãe não perderia  inscrição para "Mais Cultura nas Escolas" e mais, as escolas que não se inscreveram, não sabem que estão tirando a educação dos filhos dos outros(depois metem pau na Secretaria de Educação injustamente).

Mozart Faggi
 -------------------------------------------------------------------------------------------------------
Mozart Faggi 22/03/2014

Está quase completando um ano que postei este texto, e nada de mais cultura na escola.
Ter atrações, espetáculos é uma coisa... ter aulas dentro da instituição que se intitula de ensino, é outra.
É isso que o video mostra, é isso que vídeo quer que introduza, é isso que poderemos chamar de Inclusão. Ter espetáculos de CIAs e Conjuntos já é um grande passo, mas imaginem seus alunos sendo o papel principal?

Medo, seria melhor a reforma ou a não reforma... uma faca de dois gumes


Como já aconteceu algumas vezes, entregamos confiando na administração um espaço e nos demos mal...demoraram mais que o previsto para fazer a reforma ou a reforma nunca foi feita e piorou a situação do uso do espaço.

Embora o CLM esteja querendo voltar, ficou sem atividades durante um ano e meio e o CLM(Centro Livre de Música) voltou com um pequeno pessoal que foram tirados das oficinas em outros pontos culturais. Não foi reformado o local, retirou as oficinas no Teatro Martins Pena (CLM) e depois de um tempo, retiram-se oficinas de escolas e de teatros como os do Elis Regina e levam para o Martins Pena. Explico que as oficinas vieram miúdas, pequenas, as aulas de flauta transversal, clarinete, sax, oboé, fagote, violino, violoncelo, percussão, bateria entre muitos outros instrumentos, teoria musical, aulas de harmonia, melodia, rítmica e história da musica e percepção musical que outrora eram consideradas perto do ideal(aulas dadas na FASCS) deixaram de existir.
É por este motivo que o CAJUV não quer arredar o pé do local, sabe que não é confiável e outros pontos culturais também coçam a orelha quando a prefeitura diz: “Vamos fazer...”
O pessoal do CLM foi iludida e ficou de 2010 a 2012 sem 1 oficina.
Quando o pessoal fala em descentralizar a cultura, a saúde ou outra coisa de importância como tal, eu já sei, não vai dar certo... para tudo deve ter um ponto de referência onde o C é o centro CLM(Centro Livre de Música) CRI(Centro de Referência ao Idoso) a não ser o CAJUV, que não é centro o C mas pode considerar assim como Centro. CAJUV(Coordenadoria de Ações para a Juventude) é um centro de muito gás com muita juventude envolvida, e como tem esportes, artes, musica e dança estão bem próximos um do outro, alguns com arenas específicas para a prática do esporte, outros com palco, palanque iluminação, as vezes os dois se misturam no Parque Città di Maróstica.

O que a Coordenadoria de Ações para a Juventude tem medo? Tem medo que o espaço artístico, ao lado do CRI(Centro de referência ao Idoso) saiam do local para dar o espaço para o SESC. Nada contra o SESC(o SESC não é garantia de serviço artístico para o munícipe ), mas tirar o CAJUV e o CRI e não dar outro local digno não é uma opção boa , lembrando que se qualquer órgão público disser  que irá fazer, chamem este blog para ter a certeza que será feito aos contentos. O CLM deu tudo errado, mas aprendemos com os erros, portanto pessoal que está no CAJUV, não ignorem este fato, creio que será de grande importância, aquele espaço é nosso. O SESC pode pleitear outro lugar.
Mas este medo de sair de onde sobreviveu está em outros pequenos espaços, exemplo da Corporação Musical São José. O local onde fazem ensaios e é deles desde 1955 está sendo atacado por cupins, triste mas é verdade.
hoje a Corporação Musical São José

Esta é a ultima Banda das 7 musicais ainda em formação, foi ela que em 2012 tocou na solenidade do anirvessário de São Bernardo do Campo que faz seu reveilon todo dia 20 de agosto na qual estamos próximos e a secretaria não se pronunciou se a Banda irá ou não tocar. Sobre o espaço a prefeitura pretende consertar, mas há dúvidas por parte dos membros. Se eles saírem, quando será lhes entregue? Aonde será o local de ensaios? Aí eu tenho uma pergunta, será que daria para reformar sem remover o pessoal?
Opa, mas ai vocês perguntam, e a Corporação Musical Carlos Gomes? Eu tenho minhas dúvidas que se ela irá ser como a Banda Carlos Gomes, eu a ouvi inúmeras vezes, na ultima vez, com músicos velhinhos, mas tocando fantasticamente bem em qualquer situação, nesta ultima foi dia 15 de novembro, onde compareceram todas as bandas e muitas fanfarras e bandas marciais, não esperava que no próximo ano não a veria mais.
A atual Carlos Gomes não faz jus ao nome e história da banda, pois ela é formada por alunos jovens da Banda Mirim e Banda Jovem, e alguns de outras bandas que morreram  ou deram instrumentos para que 1 sobrevivesse, é o caso da Corporação Musical Filarmônica Maestro Pedro Salgado(Bandinha do Ferrazópolis) que doou todos os instrumentos e o mesmo a Banda Infanto Juvenil Municipal do Rudge Ramos fez.
Podem me considerar chato pessoal da “Carlos Gomes” mas se ficar apenas em musicas evangélicas e não tocar dobrados e outras musicas, tenho a nítida impressão que não entraram na Corporação para ser um membro, e sim para se aproveitar dos instrumentos que poderia estar tocando com outras crianças(vocês já foram crianças, lembram?) Não seria chato eu dizer para que comprassem seus instrumentais, já que não tocam em solenidades  e não tem um ouvido eclético. Garanto que poucos  topariam , mas a Corporação é um grupo, uma comunidade, onde todos andam, pensam e tocam quaisquer musicas!
Nada contra outras crenças, mas deixo um recado, inclusão de músicas populares, marchas, dobrados não matará ninguém, mas se houver a falta da música, esta sim matará a você e as suas gerações futuras.
Sejam uma banda, vocês tem um nome forte a zelar...